Dezembro 22, 2015

O que fazer para engravidar

O que fazer para engravidar

Geralmente os sonhos parecem difíceis ou impossíveis de realizar, porém são as pequenas ações quotidianas que pouco a pouco aproximam o sonho da realidade. Para os casais que sonham ter filhos e aumentar a família, mas que infelizmente receberam um diagnóstico de infertilidade, ou para aqueles que estão a tentar e já não sabem o que fazer para engravidar, este post será muito útil, pois daremos dicas para organizarem um caminho efetivo de passos firmes nessa direção.

Segredo de um bom plano: pequenas metas e pequenas tarefas

Quem está a tentar engravidar provavelmente já pesquisou muito sobre a gravidez, sobre como calcular o período fértil e sobre alimentos que melhoram a fertilidade. Talvez até já conheça a influência da obesidade na fertilidade e os tratamentos de reprodução assistida existentes. No entanto, ainda existem aquelas que fizeram tudo isso, mas não consultaram um especialista para um diagnóstico personalizado. Se este é o teu caso não percas mais tempo. Antes de estabeleceres as tuas metas, precisas saber qual o desafio proposto pela tua própria vida.

“Sei qual a causa real da minha infertilidade?”

Se ainda não sabes a razão pela qual a gravidez está a demorar, não sofras por antecipação. Consulta um especialista em reprodução assistida. Podes começar por contactar o nosso serviço de Apoio ao Paciente, o qual existe para te dar todas as informações relativas aos tratamentos existentes na clínica e respetivos orçamentos. Pode ser que a gravidez ainda não tenha chegado por uma pequena disfunção, a qual poderá ser corrigida de forma natural, não sendo necessário o recurso a qualquer tratamento de procriação medicamente assistida (PMA).

Caso já tenhas filhos, não descartes totalmente a hipótese de infertilidade, sem antes consultares um especialista. É possível que a dificuldade de uma segunda gravidez apareça relacionada com o primeiro parto.

Sabes o que podes fazer para melhorar os resultados do teu tratamento?

Conhecer o problema é o primeiro passo para a solução. Por exemplo, no caso da Síndrome dos Ovários Poliquísticos, sabemos que um controlo do peso ajuda muito nos resultados do tratamento e em alguns casos, devolve a fertilidade natural.

A ansiedade é um sentimento muito comum entre as pessoas que estão a viver uma espera da gravidez, independentemente de já estarem num tratamento de fertilidade. O apoio mútuo dos parceiros, família e amigos é importante, mas também ajuda muito contar com apoio psicológico.

Organiza os gastos

Quando é necessário realizar o tratamento de fertilização in vitro, apesar dos custos serem mais acessíveis agora do que há 10 anos atrás, é ainda preciso organizar bem as contas. Além disso, planear a chegada de mais um membro à família, também vai exigir mais gastos. Geralmente são os pequenos custos que pesam mais no orçamento sem levantar suspeitas, como a sobremesa num restaurante, ir de táxi a qualquer lado em vez dos transportes públicos, roupas desnecessárias e acessórios. Estabelecer uma quantia pequena para guardar religiosamente, ou fazer pequenas transferências para uma conta separada da vossa, para o bebé, podem ser boas soluções.

Acreditem em vocês

O novo ano deverá começar com as energias renovadas. Aproveitem esta força e acreditem no vosso sonho! Na vida existem momentos difíceis, que servem para ganharmos mais força e confiança, confiança essa que aliada à determinação conseguem superar os obstáculos que vos separam do vosso sonho. E, claro, contem connosco para vos ajudar…

Solicite a sua primeira consulta:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Voltar ao topoarrow_drop_up