Preserve

Se pretende decidir sobre a maternidade no futuro, preserve agora o seu potencial reprodutivo.

A fertilidade da mulher é limitada e a partir dos 35 anos diminui de uma forma muito acentuada, tanto em número como na qualidade dos óvulos. É um processo biológico sobre o qual, atualmente, não podemos atuar.

No entanto, a realidade é que hoje em dia, as mulheres atrasam cada vez mais a maternidade por motivos pessoais, sociais ou laborais, pelo que a preservação representa uma oportunidade para o futuro.

Se uma mulher decide preservar ou congelar os seus óvulos quando estes são “jovens”, no momento em que decidir que deseja ter um bebé poderá utilizar estes óvulos e assim ter as mesmas probabilidades de gravidez que teria tido no momento da preservação.

Solicite informação sem compromisso

Portugal: 800 780 340
Outros países: (00351) 800 780 340

Preencha o formulário com os seus dados e nós entramos em contacto consigo

O IVI trata os dados pessoais de forma confidencial e não os partilha com outras empresas.

Enviando
Obrigado por nos contactar

Preservação da fertilidade

Em que casos é indicada?

Mulheres que desejam adiar a sua maternidade. O melhor momento para preservar a fertilidade sem indicação médica é antes dos 35 anos. A partir dos 38 anos, embora se possa realizar, não é o ideal, uma vez que a qualidade dos óvulos já não será tão boa, o que diminui as probabilidades de uma futura gravidez.

A preservação afeta o êxito do tratamento no futuro?

Graças à técnica específica de congelação de óvulos, conhecida como vitrificação, somos capazes de manter as suas propriedades intactas até ao momento da sua descongelação, com umas taxas de sobrevivência muito elevadas. Atualmente, esta taxa encontra-se à volta dos 95 % em pacientes jovens (<35 anos), muito superior à das técnicas de congelação convencionais. Estes podem manter-se congelados durante o período pretendido, não existe uma limitação de tempo.

Além disso, a vitrificação não afeta negativamente as taxas de êxito dos tratamentos reprodutivos, uma vez que os gâmetas mantêm a mesma qualidade que tinham no momento em que foram conservados. As taxas de êxito conseguidas com óvulos previamente vitrificados são semelhantes às obtidas com óvulos frescos, ou seja, que não passaram por um processo de congelação ou descongelação.

86%

18 – 24 anos

Melhor idade para procriar de um ponto de vista físico.

80%

25 – 30 anos

Elevadas hipóteses de engravidar sem ajuda

65%

31 – 35 anos

A produção de óvulos de qualidade começa a diminuir.

45%

36 – 40 anos

Fertilidade reduzida. Elevado risco de alterações cromossómicas nos óvulos.

5%

41 – 45 anos

Fertilidade escassa. O corpo da mulher prepara-se para a menopausa

Em que consiste a preservação da fertilidade?

Infografía Preserva Infografía Preserva

Primeira consulta

Durante a primeira consulta na clínica IVI escolhida, o seu especialista em fertilidade realizará um estudo ginecológico completo e explicará os diferentes passos do tratamento de preservação da fertilidade. Na segunda consulta, já com os resultados das análises previamente solicitadas e o estudo completo feito, será definido o tratamento a seguir.

Estimulación ovárica

Início do tratamento: estimulação ovárica

Punção

Punción
Vitrificación

Vitrificação de ovócitos

Solicite a sua primeira consulta

Voltar ao topoarrow_drop_up