Janeiro 21, 2021

Como conciliar o tratamento de fertilidade com as suas rotinas

Pelo Comité Editorial Blog IVI

Como conciliar o tratamento de fertilidade com as suas rotinas

É natural existirem dúvidas de como conciliar o tratamento de fertilidade com algumas das rotinas habituais. Este é um tema frequente quando um casal começa tratamento e sobre o qual nos chegam muitas perguntas. Há tendência em canalizar o pensamento e a energia toda somente para o tratamento, mas é importante continuarem a ter uma vida com as atividades que gostam de fazer. Desafiámos a nossa psicóloga, a Dra. Filipa Santos a compilar algumas dicas sobre como conciliar o tratamento com o dia a dia. E eis os conselhos da especialista.

Conciliar a rotina do dia a dia durante o tratamento

Quando um casal inicia um tratamento é importante que sinta que reuniu as condições necessárias para que o possa fazer de forma adequada e tranquila. Basicamente tem que estar preparado para colaborar com os médicos no sentido de maximizar as possibilidades de sucesso. Conciliar o dia a dia profissional e as vindas à clínica / horários para o tratamento pode ser um desafio. Peça apoio no trabalho, aceite que será uma fase em que vai estar menos disponível, mas que voltará ao ritmo habitual em breve. Procurem antecipar algumas situações e organizarem-se da melhor forma para depois não se sentirem demasiado sobrecarregados.

Por vezes surgem situações familiares inesperadas e que promovem instabilidade, ou de alguma forma são exigentes e requerem alguma mobilização do próprio, que pode colidir com as exigências do tratamento. Conversem com as pessoas envolvidas, partilhem o que estão a sentir, vai ser útil para não se sentirem postos de parte ou mal interpretados. Os outros podem compreender e ajudar se estiverem a par do que se passa. Se sente que não estão preparados para iniciarem o tratamento, se ainda têm dúvidas, se se sentem demasiado sobrecarregados, se os receios os impedem de avançar, este pode ser um momento em que a ajuda de um profissional será útil. Por último, mas não menos importante, podem procurar um psicólogo para vos ajudar a preparar e a tomarem a decisão que melhor se ajuste ao casal.

Estilo de vida

Atualmente sabemos que o estilo de vida tem um impacto na fertilidade e por isso pode ser necessário implementar um estilo de vida mais saudável, nomeadamente mudanças de hábitos alimentares, introdução de exercício físico no dia a dia, perda de peso, mudança de hábitos tabágicos ou de consumos de álcool. Para lidar com o stress e a ansiedade do dia a dia, mas também associado aos tratamentos, desenvolver e praticar algumas técnicas de relaxamento físico, treino de mindfulness pode ser bastante útil. A implementação destas mudanças e utilização destas estratégias pode exigir algum tempo e motivação. Aprender a cuidar de si e a gerir o stress de uma forma mais saudável pode ser o 1º passo para um tratamento mais bem-sucedido. Estas estratégias vão ser-lhe úteis quando estiver em tratamento, mas também para o seu dia a dia no geral.

Como sabemos, as substâncias produzidas pelo nosso corpo durante as atividades físicas ajudam a melhorar o estado de ânimo, além dos benefícios físicos para a saúde já conhecidos. É uma ótima opção, pedir orientação para escolher uma atividade física que não prejudique o tratamento e tome a iniciativa de combater o sedentarismo.

Exercício para relaxar rapidamente

Introdução à técnica de meditação. A respiração profunda e a meditação são técnicas efetivas de redução de ansiedade e aumento do autocontrole.

Sente-se ou deite-se, mas principalmente procure uma posição confortável.

Coloque a mão no abdómen, próxima do umbigo.

Feche os olhos e concentre-se no ar que entra e no seu trajeto. Respire pelo nariz.

Sinta como o ar enche em sequência a barriga o diafragma e as costas.

Solte a respiração pela boca lentamente.

Sinta o pulmão esvazia completamente.

Repita 10 vezes a respiração profunda

O stress e a fertilidade

O stress influência todo o funcionamento do corpo, uma vez que nos coloca em alerta para responder a uma ameaça. Quando se trata de stress moderado, este faz parte da vida e é claramente necessário. Agora quando os níveis de stress afetam o quotidiano, e interferem no bem-estar e saúde, pode ter consequências na fertilidade. Geralmente não é o stress que diminui a fertilidade. É mais provável que o stress apareça pela ansiedade de não engravidar, do que, a gravidez não ocorrer devido ao stress

Estudos

Estudos desenvolvidos pelo IVI nesta área mostram que pacientes com níveis elevados de stress têm piores resultados no tratamento de fertilidade. Segundo investigadores Americanos, mulheres em tratamento de fertilidade sujeitas a níveis elevados de stress possuem 29% menos hipóteses de engravidar.

Concluindo, não se esqueçam que é importante conciliarem o tratamento com as vossas rotinas habituais. Mas, nem sempre isso é tarefa fácil! Há uma tendência generalizada em canalizar todo o esforço e energia para o tratamento, tendo como a meta da gravidez. Contudo, há toda uma vida para continuar a viver e se sentirem que sozinhos não estão a conseguir, as equipas de procriação medicamente assistida estão preparadas para vos apoiarem e orientarem, também nesse sentido.

Solicite a sua primeira consulta:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Voltar ao topoarrow_drop_up