Abril 3, 2020

Devido à COVID19, o meu tratamento foi suspenso, o que devo fazer?

Pelo Comité Editorial Blog IVI

Devido à COVID19, o meu tratamento foi suspenso, o que devo fazer?

 

  • O sentimento de culpa é normal, não se preocupe.
  • A nossa equipa de Apoio emocional, dá-lhe sugestões para conviver com esta situação e retomar os processos de forma mais positiva.

A COVID19 e a procriação medicamente assistida (PMA). Nestes momentos em que a situação mundial de saúde afeta a vida de todos, no IVI somos conscientes das especiais circunstâncias em que se encontram os nossos pacientes. A declaração do Estado de Emergência, fez com que muitas mulheres e casais tivessem de parar ou adiar o projeto de maternidade. Nós também sentimos que tinha de ser assim. Sabemos da vontade que têm em ser pais e do esforço que fizeram para chegar até aqui.

Consultámos a equipa de psicologia do IVI para que nos pudessem dar conselhos sobre como lidar melhor com esta situação e, sobretudo, como preparar-se para retomar os tratamentos de PMA o mais breve possível.

Sinto-me culpada/o, é normal?

É possível que se sintam angustiados, assustados ou talvez zangados perante esta circunstância e que tenham pensado em algum momento que “não é justo” ou que foi realmente “azar”. É normal pensar e sentir-se assim. Mas não se deixe afetar por isso. Lembre-se que a decisão tomada é a melhor para estas circunstâncias especiais. Apenas é um adiamento do seu desejo de engravidar, mas é pelo bem desse futuro menino ou menina que está por vir, para garantir as melhores condições possíveis para a sua gravidez e o do seu futuro bebé.

Saiba que a nossa Unidade de apoio emocional está à sua disposição para o ajudar, para que passe este tempo da melhor forma possível, e por isso prepararam uma série de conselhos para o/a ajudar a aceitar a interrupção da melhor forma possível e para se preparar para retomar o tratamento o mais rapidamente possível.

O que posso fazer até começar novamente o tratamento?

Estamos a viver uma situação inesperada e difícil, mas passageira. Agora temos que paralisar as nossas vidas e os nossos projetos, mas tudo irá passar. Enquanto não chega esse desejado momento, deixamos-lhe alguns conselhos que podem ajudá-los a ultrapassar melhor este tempo de espera.

  • Estamos todos a passar por momentos difíceis. O mundo parou. Não é apenas este projeto que foi interrompido. No seu trabalho, na sua família, nas suas saídas…, aconteceu o mesmo. Compreenda esta paragem no tratamento como um parênteses que teve que fazer na sua vida. Retomá-lo será apenas uma questão de tempo.
  • É possível que lhe venham à cabeça pensamentos como “se o tivesse feito antes…” ou “o que irá acontecer no futuro”, “até quando será isto”, e “se depois não tiver dinheiro, trabalho…”. É normal pensar em tudo isto. Contudo, não lhe será útil, nem o ajudará a ficar a pensar nessas coisas. Viva o presente, o AQUI e AGORA. Ninguém sabe “até quando” ou “o que teria acontecido se…”. Aceite que estes pensamentos e emoções são normais e concentre-se em viver o seu dia-a-dia o melhor possível, procure atividades que a/o animem e ajudem, planeie e organize o seu dia-a-dia e mantenha-se ativa/o. O futuro virá e o passado já lá vai.
  • Aproveite este tempo para cuidar de si. Coma saudavelmente, durma, descanse, pratique meditação, aproveite as pequenas coisas que noutros momentos, com o ritmo tão acelerado que tínhamos, não era possível fazer. Quantas vezes pensamos… “Se tivesse tempo faria…” Agora que o tem, aproveite-o!
  • Certamente pensa que está a atrasar todo o processo novamente, que o tempo está contra si. Será apenas uma questão de meses e não haverá grande diferença na sua resposta ovárica ao atrasar o tratamento. Lembre-se que esta é uma situação temporária.
  • Enquanto isso, cuide de si e dos seus. Cumpra as recomendações sanitárias:
    • Lave as mãos
    • Fique em casa
    • Utilize luvas e máscara quando é recomendado.
    • E se for infetada(o), siga as recomendações do seu médico para recuperar e superar a doença.
    • É importante que termine este período de forma saudável e forte para retomar em breve o seu projeto de ser mamã ou papá.
  • Cuide também da sua alimentação: a ansiedade ou o estar “sem nada para fazer” contribuem para aumentar o que comemos, além disso devemos evitar ingerir alimentos com demasiado açúcar. Lembre-se que para a sua futura gravidez é importante alimentar-se bem. Seja criativa. Agora que tem mais tempo para cozinhar, procure receitas ricas e saudáveis que a ajudarão nessa tarefa.
  • Reconheça todos os seus sentimentos e abrace-os. Partilhá-los com as pessoas mais próximas de si, pode ajudar! É muito provável que também estejam a passar por emoções semelhantes.
  • Mantenha-se distraída sempre que possível, iniciativas comunitárias ou ajudar os outros, farão com que se sinta bem.

Temos que aproveitar esta etapa para cuidar de nós, porque como diz o nosso vídeo e muito bem, quando tudo terminar, teremos nascido novamente.

Nos próximos dias, iremos sugerir-lhe recomendações que ajudam a cuidar de si, a cuidar dos seus e a converter este tempo numa oportunidade para aprender e crescer, para se preparar para o momento em que este sonho de ser mãe se torne realidade.

Tenha sempre presente na sua mente que … “O melhor está por vir

#TudoVaiPassar e #JuntosVamosConseguir

 

 

Solicite a sua primeira consulta:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Voltar ao topoarrow_drop_up