Julho 7, 2020

A inteligência artificial na seleção embrionária: uma realidade graças ao IVI

A inteligência artificial na seleção embrionária: uma realidade graças ao IVI

No âmbito do 36.º Congresso da Sociedade Europeia de Reprodução Humana e Embriologia (ESHRE)

A inteligência artificial na seleção embrionária: uma realidade graças ao IVI

  • Graças à Inteligência Artificial, o sistema KIDScoreD5 analisa e classifica embriões de forma automática e exata, aumentando a probabilidade de gestação
  • A casuística mais ampla até ao momento permite que o IVI demonstre a revolução clínica da seleção de embriões de forma automática, graças à Inteligência Artificial

LISBOA, 7 DE JULHO DE 2020

Usar a Inteligência Artificial para analisar embriões de forma automática e estandardizada e melhorar as taxas de gravidez é já uma realidade. Isso é confirmado por um estudo do IVI intitulado ‘A universal algorithm is available in last generation time-lapse incubators: embryo score provided by the KIDScoreD5 is strongly correlated with chromosomal status and clinical outcomes’ (‘Um algoritmo universal está disponível em incubadoras de lapso de tempo de última geração: a classificação do embrião fornecida pelo KIDScoreD5 está fortemente correlacionada com o estado cromossómico e os resultados clínicos’).

O IVI participou no desenvolvimento do EmbryoScope, desde o seu início, ajudando na sua evolução e lançando as bases para a seleção embrionária automática. “O Embryoscope, incubadora de lapso de tempo, é sem dúvida uma mais valia num laboratório de Fecundação in vitro. Como esta incubadora grava imagens dos embriões ao longo do tempo, permite-nos ter mais parâmetros para avaliar e selecionar os melhores embriões”, reforça a Dra. Sofia Nunes, diretora do Laboratório de FIV do IVI Lisboa.

No seu último progresso, o EmbryoScope apresenta o seu mais recente sistema de software, o KIDScoreD5, através do qual seleciona e classifica automaticamente os embriões.

O estudo foi realizado nos últimos três anos e contou com a casuística mais extensa da história da literatura científica até ao momento (foram analisados mais de 20. 000 embriões e mais de 3. 000 pacientes). Nele, o IVI demonstrou que a seleção embrionária universal, estandardizada e automática é uma revolução e uma realidade para o campo da embriologia. Como comenta o investigador principal do estudo, Dr. Marcos Meseguer, supervisor científico do IVI em Valência, “o sistema KIDScoreD5 classifica automaticamente os embriões usando Inteligência Artificial, deteta e avalia todas as etapas do desenvolvimento do embrião e também classifica a sua morfologia”.

Da mesma forma, o Dr. Meseguer ressalta que “ o sistema KIDScoreD5, através de uma avaliação, distingue entre os embriões com maior probabilidade de serem cromossomicamente normais, euplóides e os que não o são, aneuplóides. Com base na pontuação que o sistema atribui a cada embrião, sabemos a probabilidade de gravidez do mesmo e a possibilidade de ter um bebé saudável em casa”.

O sistema KIDScoreD5 analisa os embriões automaticamente, atribuindo-lhes uma classificação de um a dez, dependendo da sua qualidade e morfologia. Uma vez que a seleção automatizada de embriões é mais precisa do que a seleção feita pelo embriologista, a probabilidade de uma gravidez evolutiva está diretamente ligada à percentagem de pontuação e, por isso, a paciente tem mais probabilidades de sucesso.

Valores essenciais do estudo e do sistema KIDScoreD5

  • É a primeira vez, no campo da reprodução assistida, que a análise automatizada de embriões demonstrou ter utilidade clínica.
  • Contar com a maior casuística do mundo até ao momento (mais de 20.000 embriões analisados ​​e mais de 3.000 pacientes) é o maior exemplo de fiabilidade do sistema.
  • Ao dispor de mais informações sobre cada embrião, aumenta a probabilidade de escolher o melhor a ser transferido.
  • A possibilidade de selecionar e categorizar cromossomicamente os melhores embriões pressupõe um aumento das taxas de gestação, reduzindo também a probabilidade de anomalias cromossómicas.
  • É uma técnica absolutamente não invasiva que melhora os métodos de seleção atuais.

 

 

 

Sobre o IVI – RMANJ

O IVI nasceu em Espanha, no ano de 1990, como a primeira instituição médica especializada integralmente em Reprodução Humana. Desde então, já ajudou mais de 200.000 crianças a nascer, graças à aplicação das mais recentes tecnologias. No início de 2017, o IVI fundiu-se com a RMA, tornando-se o maior grupo de reprodução assistida do mundo. Atualmente, possui mais de 65 clínicas em 9 países e é líder em medicina reprodutiva. www.ivi.ptwww.rmanetwork.com.

Para mais informações:

IVI

Maria Vassalo Safont [email protected]

 

 

 

 

 

https://ivi.pt

 

CONTACTO DE IMPRENSA

  • Maria Vassalo Safont
  • Email: [email protected]
  • Telefone: +351 218 503 210
  • Avenida Infante D. Henrique, 333 H - Esc. 1 - 9ª 1800-282 Lisboa (Portugal)

DOSSIER DE IMPRENSA

Última atualização
Fevereiro 2020

Descarregar PDF

Voltar ao topoarrow_drop_up