Novembro 16, 2016

Fertilidade – o stress afeta a probabilidade de gravidez?

Stress fertilidade

Com a aproximação do fim do ano, as famílias começam a fazer projetos e a delinear objetivos para o Ano Novo. Alargar a família, é dominador comum nas listas dos desejos dos casais em idade reprodutiva. Ora quando esse desejo não se realiza tão rápido como se tinha pensado, a pergunta que se impõe é: será que o stress diminui a fertilidade?  

Influência do stress:

Na vida em geral

O stress influencia todo o funcionamento do corpo, uma vez que nos coloca em alerta para responder a uma ameaça. Os especialistas na área dizem que o stress moderado faz parte da vida e é claramente necessário. Agora quando os níveis de stress afetam o quotidiano, e interferem no bem-estar e saúde, pode ter consequências na fertilidade.

Fertilidade

Geralmente não é o stress que diminui a fertilidade. É mais provável que o stress apareça pela ansiedade de não engravidar, do que, a gravidez não ocorrer devido ao stress. 

Estudos

Estudos desenvolvidos pelo IVI nesta área mostram que pacientes com níveis elevados de stress têm piores resultados no tratamento de fertilidade. Segundo investigadores Americanos, mulheres em tratamento de fertilidade sujeitas a níveis elevados de stress possuem 29% menos hipóteses de engravidar.

Dicas para reduzir o stress

Reduzir o stress terá sempre um impacto positivo no corpo e na saúde em geral. A equipa de psicologia do IVI desenvolveu algumas dicas para ajudar a lidar com o stress e evitar que afete a fertilidade.

Confiar no médico que o acompanha, é importante que o casal acredite no médico especialista que os está a orientar e que siga as indicações dadas. Esta confiança vai traduzir-se numa maior segurança durante os tratamentos.

Boa relação entre o casal, o casal deve estar de acordo nos passos que irão decorrer durante o tratamento. E claro, deve partilhar o desejo de ter filhos. Ser paciente e apoiar o companheiro em cada uma das etapas é benéfico.

Não se isole, há uma grande tendência entre os casais que estão em tratamento, de se afastarem das atividades que gostavam de fazer, da família e dos amigos. No fundo tendem a viver somente o tratamento e isso não é benéfico, porque acabam por ficar mais ansiosos. Obviamente, que não é preciso partilharem com toda a gente os tratamentos. Mas pode ajudar conversar naturalmente sobre o assunto e/ou ouvir quem passou pelo mesmo.

Mime-se, durante o tratamento de fertilidade não deixe de viver momentos bons e felizes. Não deixe de aproveitar a vida, apenas porque a gravidez ainda não ocorreu.

Solicite a sua primeira consulta:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Voltar ao topoarrow_drop_up