As nossas clínicas estão abertas

expand_more

As nossas clínicas estão abertas

 

Quando chegar à clínica vai perceber que tomámos várias medidas de proteção para assegurar tanto a sua saúde como a da nossa equipa, porque prevenir é importante, pedimos a sua colaboração nesse sentido.

 

Para as pacientes que ainda não iniciaram tratamento, terminam as consultas online?

Não. A primeira consulta online já era uma realidade no IVI, estávamos a preparar-nos para a telemedicina há muito tempo, mas agora mais do que nunca, a primeira consulta online chegou para ficar. A escolha entre primeira consulta presencial ou online é do paciente. No caso da consulta online, a mesma tem como passo subsequente a avaliação e os exames presenciais (pack diagnóstico). Recordamos que pode marcar a sua primeira consulta, online ou presencial, no nosso site, ou através do número 800 780 340.

 

O que devo fazer antes de chegar à clínica? Medidas de prevenção

Não se desloque à clínica se tiver febre, tosse ou dificuldade respiratória, ao longo dos últimos 14 dias. A nossa equipa da clínica, entrará em contato consigo para acompanhar sua evolução e remarcar a sua consulta, assim seja possível.

Também não deve deslocar-se à clínica se esteve em contacto com alguém com diagnóstico ou suspeita de COVID-19, nos últimos 14 dias. Recordamos ainda a importância de informar o seu médico.

Sempre que for possível, evite vir com acompanhante. Se tal não for possível, considerem a opção de, durante a permanência na clínica, o acompanhante aguardar no pátio exterior.

Seja pontual, mas não chegue com muita antecedência.

É obrigatório o uso de máscara no interior da clínica e é da responsabilidade de quem nos visita trazer a sua própria máscara. Recomendamos que a mesma tenha sido colocada no próprio dia e no caso de ser reutilizável deve estar dentro da validade.

Pedimos que efetue os seus pagamentos com cartão para evitar o manuseamento de dinheiro.

 

Uma vez dentro da clínica

Ao entrar na clínica deve desinfetar as mãos com uma solução antisséptica de base alcoólica.

Mantenha a distância mínima de 1,5 metros das outras pessoas;

Aquando da sua identificação na receção, respeite a distância delimitada pela faixa de segurança;

Na sala de espera, aguarde a chamada mantendo a distância mínima de 1,5 metros em relação às outras pessoas (todas as poltronas da sala de espera encontram-se, umas das outras, a uma distância superior a essa);

Para vossa segurança, os profissionais do IVI estarão a usar máscaras;

À saída da clínica poderão desinfetar novamente as mãos com solução alcoólica.

 

Que pacientes poderão iniciar tratamento

Nesse primeiro contato, o IVI avaliará cada história médica, individualmente, e quando apropriado, cada tratamento será retomado, sempre e quando as pacientes NÃO possuam doenças subjacentes, como doenças cardiovasculares, hipertensão arterial crónica, diabetes mellitus, doença renal crónica, doença pulmonar crónica, imunossupressão, entre outros. Tomámos esta medida porque estas doenças são fatores de risco para complicações com COVID-19 durante a gravidez em caso de infeção. Nesse caso, seria recomendável adiar a gestação por alguns meses para observar a evolução da pandemia e as medidas que podem ser tomadas.

Pacientes assintomáticos para COVID-19. Tomámos esta medida para evitar o contágio de outros pacientes que venham à clínica e da nossa equipa. Neste grupo, incluímos:

  • pacientes assintomáticos.
  • Pacientes sem histórico de contato direto com casos positivos ou suspeitos nos 15 dias anteriores ao início do tratamento.
  • Pacientes sem histórico de infeção por COVID-19 nos 21 dias anteriores ao tratamento.

 

Vou fazer algum tipo de teste de diagnóstico antes de iniciar o tratamento?

O objetivo do IVI é oferecer a máxima segurança durante o tratamento, tanto às pacientes, como a toda a equipa da clínica. É por isso que no decorrer do mesmo, faremos os testes devidos para assegurar que a paciente não está infetada.

 

Existe risco de contágio do meu material genético nos laboratórios?

O contágio pelo vírus SARS COv-2 e outros coronavírus semelhantes ocorre através da ligação do vírus a recetores nas células respiratórias ou intestinais. Ditos recetores não foram descritos em ovócitos, espermatozoides ou embriões. Além disso, todos os nossos laboratórios estão preparados para trabalhar com agentes infeciosos do tipo 2, como o SARS-CoV-2, portanto não haveria riscos neste momento.

Estimada paciente, devemos evitar a todo o custo que o retorno às atividades diárias implique um novo aumento no número de contágios e doentes. Por esse motivo, no IVI, estamos a tomar todas as medidas necessárias recomendadas pelas organizações científicas e baseadas em evidências.

Ajude-nos a cumprir estas medidas!

Solicite a sua primeira consulta

Voltar ao topoarrow_drop_up